About

Posts by :

Video: Busty pornstar prepared for a big dick in her big wet ass 36

Assista ao vídeo em alta definição!
BUCETAS-EM-HD o blog

COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

.

Related posts:

Video: Japanese Girl In School Uniform Fucking Hard vid-02

Assista ao vídeo em alta definição!
BUCETAS-EM-HD o blog

COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

.

Related posts:

Video: Busty pornstar prepared for a big dick in her big wet ass 28

Assista ao vídeo em alta definição!
BUCETAS-EM-HD o blog

COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

.

Related posts:

Video: Busty pornstar prepared for a big dick in her big wet ass 32

Assista ao vídeo em alta definição!
BUCETAS-EM-HD o blog

COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

.

Related posts:

Peitos, peitos, peitos… muitos peitos…

titty flash compilation

Quem não gosta de peitos?


Fonte: sweetlicious.net


www.comequeto.com.br
COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

SAPATARIA

SAPATARIA

Marlon Teixeira @ Browns by Barry Harris 01

Marlon Teixeira @ Browns by Barry Harris 02

Marlon Teixeira @ Browns by Barry Harris 03

Marlon Teixeira @ Browns by Barry Harris 04

Marlon Teixeira @ Browns by Barry Harris 05

Marlon Teixeira @ Browns by Barry Harris 06

Marlon Teixeira @ Browns by Barry Harris 07

Marlon Teixeira não para. O modelo da Way Model de São Paulo está de volta na campanha da OUTONO/INVERNO 2013 da grife canadense Browns. As imagens de Barry Harris retratam Marlon em diferentes modelos de sapatos: são tênis e botas de canos curtos confeccionados por Tom Van Dorpe. Clique aqui para ver o making of da campanha. #SAPATARIA

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Gravatar

WordPress.com Logo

Imagem do Twitter

Foto do Facebook

Conectando a %s


Fonte: fastfoode.wordpress.com


www.comequeto.com.br
COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

Um cliente mais do que especial

Description

(escrito por Kaplan)

Ao chegar ao escritório, Marieta recebeu o recado de que seu cliente Otoniel viria para uma reunião urgente, às 19 horas. Marieta era arquiteta, 32 anos, alta, cabelos castanhos, seios médios, bunda generosa. Casada, não tinha filhos e seu corpo resplandecia.
Fizera o projeto da casa de Otoniel, quando o conhecera. Seduzida por ele, transaram durante os três meses em que ela trabalhou no projeto da casa. Fizeram loucuras, seja no escritório dela, seja no dele, advogado conceituado.
Depois da casa, vieram edifícios de apartamentos e de salas. Ela se recordava, sorrindo, de que todas as salas e todos os apartamentos que projetara haviam sido devidamente “inaugurados” pelos dois. Ambos gostavam muito de trepar e o faziam muito bem. E por isso, sempre o considerou o cliente vip, o mais do que especial.
Mas naquele dia, ela sabia que não havia projeto algum a motivar uma reunião urgente, justo às 19 horas. E mal pôde esperar para seus funcionários irem embora e ela ficar sozinha, à espera de seu garanhão. Teve o cuidado de ligar para casa e avisar o marido que chegaria atrasada pois tinha reunião com cliente.
Ele chegou às 19:10. Com certeza não queria ser visto por ninguém. Ela o recebeu e trancou a porta para não correrem nenhum risco.
- Reunião urgente, meu querido safado?
- Urgentíssima! Estou num tesão doido, pensei em você o dia inteiro! Chega mais!
Abraçou-a, beijou-a, levou a mão ao seio direito dela por cima do vestido e sorriu ao perceber que ela tirara o sutiã. E a mão dela já foi direta para o local mais interessante do corpo dele e ela sentiu que realmente ele estava com um tesão enoooorrrremmmmmmeeeeeeeeee!
- Mas que maravilha é esta?
- Estou te dizendo que estou com um tesão doido, acredita agora?
- Tenho de acreditar, não é? Quer colocá-lo em minha boquinha?
- Em todos os seus buraquinhos!
Ela sorriu. Era exatamente o que ela desejava. Agachou e abriu a calça do Otoniel, e já foi engolindo o pau que surgiu à sua frente. Não tirou os olhos dos olhos dele, enquanto sua boca deslizava por toda a extensão do pau duríssimo. Como gostava de chupar aquele homem! Mas ele não deixou que ela o chupasse por muito tempo, levantou o vestido dela até a cintura, tirou a calcinha, fez ela ficar inclinada na mesa e lambeu o cuzinho e a bucetinha, como ela gostava e ficou nisso até ela começar a gemer.
E sem mais conversa, enfiou o pau na bucetinha que o recebeu sem problemas, pois já estava bem umedecida.
- Ai, que saudade desse pau dentro de mim… vamos, mete bem gostoso!
Segurando os seios dela, ele metia, metia, metia… depois ele se encostou na mesa, levantou a perna dela até que ela ficasse com o pé em cima da mesa e sua buceta toda escancarada e voltou a meter. Em seguida colocou-a sentada na beirada da mesa e tornou a enfiar o pau, agora de frente para ela. Com uma das mãos, ela se apoiava na mesa, com a outra ela puxava Otoniel pelos cabelos, trazendo a boca dele até perto da sua para que ele a beijasse enquanto a comia.
Já se sentindo toda lambrecada na xoxota, ela ainda teve de aguentar uma trepada em pé. Já havia gozado duas vezes e Otoniel, como sempre, incansável, ainda socava seu pau dentro dela sem parar um minuto.
- Não estou aguentando mais, goza, meu querido! Goza!
Ele se deitou no chão e ela ainda teve de cavalgá-lo. E ele demorou, e ela, já sem forças para continuar pulando, parou e voltou a chupar. Finalmente ele conseguiu gozar, lambuzando o rosto dela.
Beijaram-se apaixonadamente.
- Cada dia é melhor do que o anterior… você ainda acaba comigo. Mas tenho uma reclamação a fazer: da próxima vez, você, pelo menos, tira meu vestido e mama em meus peitinhos…


Fonte: www.contoerotico.com.br


www.comequeto.com.br
COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

Inocentes brincadeiras

Description

Bom pessoal, esse é o meu primeiro conto, então se vocês gostarem comentem por favor daí postarei mais vezes!

INOCENTES BRINCADEIRAS

Desde a minha infancia sempre fui muito agarrado a minha irmã, sempre foi uma amizade muito bonita, mas de um tempo pra cá ela vem ficando cada vez mais gostosa e eu não pude deixar de reparar. Consequencia dessa nossa amizade foram nossas brincadeiras, a gente sempre brincou de papai e mamãe e outras coisas, daí sempre a gente se beijava, mas não passava disso. Mas agora a minha irmã ja está com 18 anos, ela se chama Bárbara, ela é branquinha, 1,65 de altura, 62 kg, peitos grandes e uma bundinha bem gostosa, ela não brinca mais comigo, só conversa bastante mas nada de beijinhos. Depois que comecei a reparar ela, fui ficando com um tesão danado, mas sem coragem alguma para tomar iniciativa, dai sempre batia uma punheta cheirando suas calcinhas e gozando nelas, isso se repetiu por várias vezes, até que um dia nossa mãe e nosso pai resolveram ir pra um forró e só ficamos eu e minha irmã em casa. Eu a chamei pra assistir um filme dai ela veio, eu me deitei no sofá grande e ela no pequeno, eu estava com uma coberta e ela não ai o frio começou a apertar e ela disse:
-Fábio, eu posso ir deitar aí com você? Tô com preguiça de ir pegar uma coberta.
Daí eu disse:
Pode sim, preguiçosa.
Aí ela veio, eu me sentei e deixei ela deitar, ela se deitou e colocou a cabeça no meu colo. Ficamos ali assistindo filme, quando passou uma cena mais picante, ja fiquei de pau duro na mesma hora, ela percebeu e olhou pra mim meio disfarçada, e continuou vendo o filme. Meu pau nao abaixa de jeito nenhum e eu estava meio sem graça, dai tentei tirar a cabeça dela do meu colo, só que ela nao saiu, ela olhou pra mim com uma cara de safada e disse:
-Não me empurra, eu quero ficar aqui!
Prontamente parei de empurrar a cabeça dela, e percebi um movimento perto da bucetinha dela e ela com os olhos fechados, esfregando de leve a cara no meu pau, logo vi que ela estava se masturbando, então sem pensar, agindo pelo extinto, levantei um pouco a cabeça dela e tirei o pau pra fora da bermuda, com o coração a mil, sem saber qual seria a reação dela, então ela abriu os olhos olhou um pouco pro meu rosto, e foi timidamente levando a boca para o meu pau, ela começou a chupar sem experiencia nenhuma, mau chupava a cabeça direito, mas mesmo assim me excitava muito porque eu ja sentia um tesao enorme por ela, e tava se realizando minha irmã ali chupando meu pau, mesmo sem saber direito eu via muita vontade e desejo dela pelo meu pau, então fui forçando um pouco a cabeça dela fazendo ela engolir um pouco mais, ela chupava e babava meu pau todo, eu logo gozei como nunca, então falei pra ela se levantar e fui tirando a roupa dela e vendo aquele corpo maravilhoso que eu sempre desejei, quando tirei a calcinha dela, vi aquela bucetinha mais linda, lisinha e meladinha, logo caí de boca, eu chupava com uma vontade sem explicação e ela sussurava baixinho:
-Assim Fábio, gostoso, que delícia
E eu nao parava de chupar até que ela soltou um gemido de prazer, ela estava gozando na minha boca, foi o melhor gosto que provei na vida.
Eu logo me levantei e com o pau duro como uma pedra fui pra cima dela naquela posição papai e mamae, quando tava com o pau na portinha da bucetinha maravilhosa dela a gente escuta um barulho do portão e saimos desesperados catando nossas roupas, e vestindo, minha irmã foi logo pro banheiro, porque ela estava meio descabelada, nossos pais entraram em casa e eu ja estava vestido, eles deram boa noite e foram dormir, então minha irmã saiu do banheiro e falou comigo assim:
-Fábio na próxima oportunidade eu vou acabar com você, seu tarado.
Ela passou por mim deu uma pegada no meu pau e foi pro quarto dormir.
Eu fui dormir também.

As coisas esquentaram entre nos dois, mas isso fica pro proximo conto, claro se vcs gostarem e comentarem! Até o proximo GALERA SAFADINHAA ;D


Fonte: www.contoerotico.com.br


www.comequeto.com.br
COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!

Fiquei com vontade de experimentar

Description

Há alguns anos venho explorando os sites de sexo, de todos os tipos, inclusive os gays. No início não curtia muito mas depois passei a ter o maior tesão em ver senhores enrabando mocinhos, adultos fodendo e fazendo troca-trocas. Mas, claro, como hetero namorador nunca falei nada a ninguém, ainda mais porque a oferta feminina sempre foi generosa.
Mas o tesão permanecia e fui cada vez mais ficando acostumado a ver as fodas entre dois homens e a ler os contos eróticos onde heteros como eu descrevem experiências homo; bati longas e deliciosas punhetas lendo estes contos. Mas não tinha coragem de tomar nenhuma atitude, até que um dia, um conhecido, em uma festa, já meio alto, me chamou para tomar um cerveja com ele. Raramente bebo além da conta, não gosto de ficar alto, mas parece que o cara gostava e estava meio alto. Era um homem alto, malhado, meio grisalho, bem apessoado. Começou falando de sacanagens, que me achava um comedor, algumas amigas já tinham comentado, essas coisas e foi indo até que o assunto chegou em travestis, perguntou se eu tinha tesão neles. Disse que não especificadamente mas que de fato alguns eram muito atraentes e que tem muito hetero que tem tesão em ser enrabado por um traveco, que não é novidade, é até bem comum.
E daí, ele emendou, e homem, você não tem tesão ? Putz, pensei, que cantada, o cara está sendo direto, que que eu faço ? Resolvi jogar e perguntei porque falava isto. Disse que não sabia porque mas me achava um cara legal, desencanado, com quem poderia falar de sacanagens entre homens sem cair no preconceito. Falei que sim, inclusive porque sabia que é muito comum heteros terem também um tesão eventual para transar com outros homens, o que não quer dizer que são gays ou que vão virar gays, é apenas mais uma opção. E aí emendei, você já teve alguma experiência com outro cara ?
Respondeu pô cara como você adivinhou rsrsrs ? Por causa da sua conversa, disse. Mas conta como foi. Voce tem tesão de saber ? Falei que sim, ele falou então vamos pegar mais bebida e sentar em uma mesa no jardim dos fundos que te conto.
Claro que era uma situação bem sacana, um hetero se abrindo para mim, provavelmente para me cantar. Senti um fisgada no pau e lá fomos nós.
O que ele contou foi isso:
“Há algum tempo atrás fiz uma viagem para a Patagonia, sozinho de moto. No meio dos pampas argentinos cruzei com outro motociclista, um cara do Paraná que também estava indo para o mesmo destino que eu e assim fomos indo até que no final da tarde, paramos para reabastecer. Neste posto havia quartos onde poderíamos passar a noite tranquilos, mas o outro piloto disse que conhecia um lugar uns 80 kilometros adiante, muito lindo, uma espécie de Oasis, com um rio e lagoa de água quente, onde poderíamos jantar e acampar, se eu topava. Quem está na chuva, quer se molhar, achei a proposta ótima, aventura, acampar nos pampas, tomar banho de lagoa termal, tudo muito legal. Assim fomos e lá chegamos já noitinha. Logo meu companheiro tirou sua bagagem da moto de onde tirou uma super barraquinha e uns acessórios ótimos, de forma que em pouco tempo já estávamos instalados e montando uma fogueira.
Ao lado deste campo tinha uma espécie de bar que servia comida simples para os caminhoneiros que também paravam neste lugar para tomar banho na lagoa e descansar pela noite. Com tudo pronto, tiramos nossas roupas e fomos nos banhar nas águas calientes. Quando chegamos já tinha alguns outros homens na água, o clima de camaradagem era ótimo, naquele fim de mundo, com um céu começando a ficar estrelado. Fomos comer e depois ficamos conversando a beira da fogueira. Vi que meu companheiro era um homem forte, viril, meio para o moreno. Estávamos já com as roupas de dormir, uns shorts largos. Percebi que eu companheiro mexia muito em seu saco e comentei, pô, tá com coceira no saco ? Deu uma risada e falou, não é isso, é que este shorts está me apertando e não acho uma posição legal. Aí disse a ele de brincadeira, tira. Ele falou, tudo bem para você ? por mim tiro já, tá me incomodando. E ato contínuo tirou o shorts, apresentando um belo cacete, curto e grosso, já meio animado.
Fiquei olhando e ele notou – ficou mexendo, mexendo e seu pau começou a ficar duro. O meu também. Não quis ficar para trás e tirei meu pau para fora, pela perna do shorts. Comentou, que belo pau. Falei o seu também. E aí já viu, tava estabelecido o clima de sacanagem. Tínhamos trazido uma garrafa de vinho e está já estava quase no fim. Ele comentou, é, estas viagens de moto são legais, mas não rola mulher nenhuma, tou na maior secura. Respondi que eu também, mas que não ligava muito e se ele quisesse saber estava curtindo a situação.
Comentou que ele também, que tinha transado com um primo na adolescência e que isto tinha deixado belas memórias. Nestas já estávamos os dois de pau duro. Resolvi tirar o shorts e ele fez o mesmo.

Continua…


Fonte: www.contoerotico.com.br


www.comequeto.com.br
COME QUETO a rede social que vai revolucionar o SEXO Online!

É muito mais Prazer em Um só Lugar!